quinta-feira, 25 de agosto de 2016

ACONTECENDO AGORA!

A LUVA E A PEDRA
Espetáculo em repertório desde 2013
Concepção:
A Luva e a Pedra é um texto de Quiqué Fernadez, autor e ator Argentino radicado em Madrid. O grupo entrou em contato com o autor e com sua montagem do referido espetáculo em 2011, quando participou do Festival CASA, em Londres.
O interesse do grupo sobre o texto surgiu principalmente por se tratar de um trabalho que exigia técnica e fisicamente o trabalho de ator. O diretor e ator da montagem do Teatro em Trâmite, André Francisco, procurava um texto vigoroso e ao mesmo tempo capaz de provocar um trabalho técnico detalhado de interpretação naturalista – proposta expressa na pesquisa que o grupo realizava em 2013. A Luva e a Pedra se distinguia porque propõe a interpretação pelo ator do monólogo de alguns personagens, proposta que diversificava o trabalho do ator em uso do corpo e da voz.
Apesar de permitir o acesso às técnicas do teatro naturalista de Stanislávski, o texto provocava uma abertura do leque de possibilidades técnicas. Tendo Stanisláviski como base, o texto do espetáculo projeta o ator ao desafio de construir quatro personagens.
Sinopse:
A Luva e a Pedra é um monólogo teatral original escrito pelo ator argentino que vive em Madrid, Quiqué Fernández.
Nesta montagem, que foi dirigida e adaptada por
André Francisco, ator e diretor do grupo Teatro em Trâmite, a aposta é sobre o trabalho do ator e a simplicidade da montagem.

“A Luva e a Pedra” conta a história de Nelson Santos e fala da sua memória de uma época passada: o interior da França, onde viveu, seu ambiente, seus valores, anedotas sobre o que aconteceu com ele, deixando-nos conhecer uma série de personagens que influenciaram a vida do nosso protagonista.
Em um momento da sua trajetória, encontramos André, que será fundamental para o futuro de Nelson e para a conclusão da sua história. A Luva e a Pedra faz uma reflexão sobre destino e liberdade, lançando mão dos questionamentos que todos nós já nos fazemos um dia: Nós escolhemos nosso futuro? Ou apenas viajamos um caminho já traçado?
ONDE: TEATRO DO SESC - PRAINHA 20H
Sesc em Florianópolis (Prainha)
Travessa Syriaco Atherino, 100 (48) 3229-2200

SESC 70 ANOS

QUASE PAISAGEM.

Na quinta-feira (01/09), às 19h será realizado no Espaço Fernando Beck, na Fundação Cultural Badesc, o coquetel de abertura da exposição Quase Paisagem, de Gilson Rodrigues. Neste trabalho, o artista apresenta um conjunto de trabalhos em que explora questões relacionadas à história da pintura e também ao universo doméstico.


“Nesta produção crio diálogos entre a tradição da pintura de paisagem e utensílios domésticos. Sobreponho representações de objetos ornamentados sobre ícones da tradição pictórica como John Constable, Almeida Júnior entre outros, criando paisagens fragmentadas e inquietantes. Estes objetos são escolhidos por mim devido às suas características plásticas que na maioria das vezes, remetem a formas orgânicas. Ao deslocar a imagem de objetos comuns, como talheres e xícaras, para o plano da pintura ofereço ao espectador uma outra maneira de perceber as formas presentes na superfície destes utensílios já silenciadas pelo caos da vida cotidiana”, declara o artista.

A exposição Quase Paisagem conta com trabalhos recentes do artista, produzidos entre 2015 e 2016. Gilson Rodrigues utiliza uma grande variedade de técnicas para construir suas pinturas, como o óleo e a encáustica. “Uma das principais características é a variedade de tratamentos que utilizo na construção destas imagens. Desenho, colagem e uma grande gama de técnicas de pintura compõem o corpo destes trabalhos, neste sentido a fatura se torna parte importante do meu processo”, conclui.

Mais sobre o artista

Gilson Rodrigues vive e trabalha em Belo Horizonte (MG). É bacharel em pintura na Escola de Belas Artes da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Tem em seu currículo exposições individuais e coletivas, entre as quais se destacam: 45º Salão de Artes Visuais Novíssimos, na galeria Ibeu/RJ, Jardins Suspensos, na galeria de arte do BDMG Cultural/MG, Paisagem, na galeria de arte da Copasa/MG e 26ª Mostra de arte da juventude, no Sesc de Ribeirão Preto/SP.



Serviço
O que: Abertura da exposição Quase Paisagem, de Gilson Rodrigues

Quando: 1º de setembro, quinta-feira às 19h

Local: Fundação Cultural Badesc – Rua Visconde de Ouro Preto, 216, Centro, Florianópolis – telefone: (48) 3224-8846

Quanto: Entrada gratuita

FESTIVAL PALCO GIRATÓRIO.


O Festival Palco Giratório Sesc traz a Florianópolis 30 dias de programação intensa e gratuita, com apresentações de teatro, dança, circo, intervenções urbanas, oficinas e arte. Confira a agenda completa e aproveite: www.sesc-sc.com.br/palcogiratorio

domingo, 7 de agosto de 2016

ARRASOU LEA!


Lea T, a modelo brasileira transexual, foi quem apresentou a delegação brasileira ao público no Maracanã. Ela pedalava a bicicleta com o nome do Brasil e entrou no estádio na frente dos atletas. A top, filha do ex-jogador de futebol Toninho Cerezo, é a primeira transexual convidada para ter um papel de destaque no evento desde a primeira edição dos Jogos Olímpicos. O objetivo da organização é defender a diversidade de gênero, orientação sexual e raça.

sábado, 16 de agosto de 2014

Referência nos tatames

Catarinense conquista o título de melhor do mundo em campeonato de Taekwondo

A atleta catarinense Nicole Librizzi está de volta a Florianópolis com mais uma conquista importante para a sua carreira. Com apenas 23 anos, a faixa preta “4˚ dan” de Taekwondo conquistou, pela primeira vez, o título de "melhor do mundo" no Campeonato Mundial realizado em Litte Rock, em Arkansas, nos Estados Unidos. O evento, realizado entre 12 e 15 de julho, reuniu a elite do Taekwondo, contando neste campeonato com a participação de atletas de 12 países.

Nicole começou no esporte ainda criança, aos 9 anos, e de lá pra cá vem colecionando títulos: além de ser tetracampeã panamericana, foi por sete vezes campeã brasileira (sendo a primeira vez aos 13 anos de idade), levando o nome do país para os tatames internacionais. Além das competições, a jovem ainda dedica-se à formação de atletas-cidadãos, por meio das aulas que ministra em sua academia especializada em Taekwondo, a Premium Martial Arts, em Florianópolis: “Quero formar campeões e faixas pretas para a vida, não só em competições”, diz.




sexta-feira, 2 de maio de 2014

GAYS NO EXÉRCITO ASSUMIDOS!


Fotografias retratam casais gays no exército norte americano.

‘Livres & Iguais’: Campanha conta com site em português e material para promoção de direitos humanos.

Iniciativa do Sistema ONU no Brasil, em parceria com a Prefeitura de São Paulo, faz parte das atividades para o Mês do Orgulho LGBT em São Paulo.

Saiba mais: http://bit.ly/1u27H7P

O projeto OBJETERIA, com lançamento no dia 1o de maio, coloca em prática uma experiência única de destacar a importância dos objetos dentro de um ambiente

Quem não gosta de decorar a casa e ter em cada cantinho objetos com a sua cara, repletos de personalidade e histórias? Pensando em dar uma mãozinha a essas pessoas, mostrando o poder que um simples objeto de decoração pode imprimir a um ambiente, será lançado no próximo dia 1º  de maio o blog Objeteria.

Idealizado pela designer de interiores Luiza Porto e pela terapeuta Cida Porto, mãe e filha, de Florianópolis, o projeto chega ao mercado com o intuito de ser uma referência no segmento e estimular que o público construa “lares de verdade”. “A cada conteúdo publicado o leitor poderá descobrir novas possibilidades para o uso adequado de objetos em seus ambientes, construindo espaços com suas ‘caras’ e histórias”, destaca Luiza.

O blog será divido em áreas temáticas, mas sempre tendo os objetos como personagem central. A cada dia serão trabalhados diferentes temas no endereço, distribuídos em diferentes seções: “Objetando”, “Cada coisa em seu lugar”, “Objeteria Decora”, “Ateliê da Objeteria”, “Dia de Visita”, “Mil e Uma Utilidades”, “Objeterapia”, “Antes e Depois” e “Receber e Festejar com charme”. Todos os posts poderão ser assinados ora por mãe, ora por filha, ora por ambas. “O gostoso é instigar esta troca, afinal seremos mãe e filha conversando, concordando ou discordando sobre casa e decoração, e isso será um diferencial”, complementa Cida. O Objeteria  poderá ser acessado pelo endereço www.objeteria.com.br.