Pular para o conteúdo principal

Livro das Perguntas


Pablo Neruda escrevia um livro de perguntas quando morreu, em 1973.O que diz a velha cinza quando caminha junto ao fogo? Por que se suicidam as folhas quando se sentem amarelas? é verdade que as esperanças devem regar-se com orvalho? Como sabem as estações que devem trocar de camisa? Parece coisa de criança ou talvez seja a habilidade final do poeta com as palavras, falando para crianças e adultos.
"as frases fora do comum (...) ajudam a refletir as coisas e o mundo, sobre nós humanos, sobre tudo" diz Alice Rocha Gonçalves de 10 anos. A menina fala como um adulto sobre as supostas perguntas infantis de Neruda, cuja genialidade maior foi mobilizar com seus versos as mais profundas emoções.Quem assistiu o filme O Carteiro e o Poeta (1994), baseado na obra de Antonio Skármeta, há de se lembrar da força de seus poemas na relação do carteiro Mario Ruppuolo ( na interpretação magistral de Massimo Troisi), com o Poeta representado pelo ator Philippe Noiret, a fim de conquistar sua amada com os versos do poeta.
Livro da Perguntas ( Cosac Naif, 182 págs. R$ 45) tem tradução do poeta Ferreira Gullar e ilustrações do espanhol Isidro Ferrer, que compõe um desenho teatral para cada página de perguntas do poeta chileno Prêmio Nobel de Literatura.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FOTOMONTAGEM FLORIANÓPOLIS FRIA NO INVERNO...

FLORIANÓPOLIS TÁ FRIA...

Preciso me esquentar logo e como diz a Marilyn Monroe "Ter uma carreira é maravilhoso, mas ela não pode te aquecer numa noite fria." ... enfim ai que frio GOSTOSO.
SÓ QUE SOZINHO, AI AI...

FESTIVAL PALCO GIRATÓRIO.

O Festival Palco Giratório Sesc traz a Florianópolis 30 dias de programação intensa e gratuita, com apresentações de teatro, dança, circo, intervenções urbanas, oficinas e arte. Confira a agenda completa e aproveite: www.sesc-sc.com.br/palcogiratorio

ACONTECENDO AGORA!

    :A LUVA E A PEDRA
Espetáculo em repertório desde 2013 Concepção: A Luva e a Pedra é um texto de Quiqué Fernadez, autor e ator Argentino radicado em Madrid. O grupo entrou em contato com o autor e com sua montagem do referido espetáculo em 2011, quando participou do Festival CASA, em Londres. O interesse do grupo sobre o texto surgiu principalmente por se tratar de um trabalho que exigia técnica e fisicamente o trabalho de ator. O diretor e ator da montagem do Teatro em Trâmite, André Francisco, procurava um texto vigoroso e ao mesmo tempo capaz de provocar um trabalho técnico detalhado de interpretação naturalista – proposta expressa na pesquisa que o grupo realizava em 2013. A Luva e a Pedra se distinguia porque propõe a interpretação pelo ator do monólogo de alguns personagens, proposta que diversificava o trabalho do ator em uso do corpo e da voz. Apesar de permitir o acesso às técnicas do teatro naturalista de Stanislávski, o texto provocava uma abertura do leq…