quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Explanação

Meu  corpo rejeita essas horas mortas
Onde dois corpos, duas mentes indignas
Projetam e arquitetam
Repentinamente feito luz que se propaga e nesta
Mesma claridade descobertas lúcidas
Planos , erros e acertos...
Constroem-se na mesma intensidade que se molda um vulcão
Onde escorrem lavas confusão
Alerta em meio as brasas
Palavras soltas
Escuridão

(Rafael C Bombazar)

Nenhum comentário: