Pular para o conteúdo principal

Apresentações públicas e workshops do Projeto mmc & CRISE e espetáculo-conceito Princípio e território de incerteza


O projeto mmc & CRISE, criado pelo bailarino Asdra Martin aka Asdrubal foi um dos contemplados com o prêmio do edital Elisabete Anderle 2008/2009 da Fundação Catarinense de Cultura para produção em dança. O projeto de pesquisa prática em dança mmc & CRISE para criação do espetáculo-conceito Princípio e território de incerteza terá agora seu momento de abertura ao público através de apresentações da pesquisa e de workshops.

O termo mmc & CRISE diz respeito à elaboração/organização de uma série de ações que possibilitam o acontecimento de eventos experimentais práticos e abertos, que podem ser chamados “espetáculos” (desde que não nos prendamos ao significado da palavra espetáculo no que compreende representação, mas sim: vista, panorama ou visão de algo surpreendente – que apanha de improviso; induz ao erro; que causa surpresa) e Princípio e território de incerteza deve ser o primeiro “resultado/espetáculo-conceito” a ser apresentado como produto da pesquisa sobre “movimento crítico” que já vem sendo realizada desde o ano de 2006.Movimento Crítico = movimento irreversível, espontâneo e imprevisível (movimento também caótico porque é imprevisível, ou movimento genuíno, pois não é idealizado).

O que se chama aqui de movimento crítico precede e visa à pesquisa do movimento através do impulso não ordenado, ou seja, não coreografado, buscando assim um movimento mais legítimo e não representativo (anti-ideativo/primo-motor). A pesquisa compreende a prática/teste de possíveis saídas/rotas de fuga para o corpo-movimento. Pode-se dizer; pois, que não existe coreografia, no sentido de uma escrita – corporal ou notada – pressuposta e idealizada para a movimentação realizada. Somente o trabalho com impulsos não ordenados, mas concatenados já gera um padrão de movimento imprevisível.

Mais informações no Blog: Crisemmc

Serviço:


Apresentações públicas e workshops do Projeto mmc & CRISE e espetáculo-conceito Princípio e território de incerteza

13 e 14/12 às 20:30 hs e 15/12 às 17 hs

Casa Das Máquinas – R. Henrique Veras do Nascimento 50, Praça Bento Silvério, Lagoa da Conceição – Florianópolis. Fone/fax: (48) 3232-1514 casadasmaquinaslagoa@gmail.com

Os workshops acontecerão nas tardes dos dias 13 e 14/12, das 15 às 18 hs e a inscrição pode ser feita pelo e-mail asdra.martin@gmail.com

CRÉDITOS

Dança : Asdra Martin, aka Asdrubal

Fotos : Henrique Pereira

Arte : Carlos Costa, aka Carlão

Vídeos : Marco Martins

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FOTOMONTAGEM FLORIANÓPOLIS FRIA NO INVERNO...

FLORIANÓPOLIS TÁ FRIA...

Preciso me esquentar logo e como diz a Marilyn Monroe "Ter uma carreira é maravilhoso, mas ela não pode te aquecer numa noite fria." ... enfim ai que frio GOSTOSO.
SÓ QUE SOZINHO, AI AI...

FESTIVAL PALCO GIRATÓRIO.

O Festival Palco Giratório Sesc traz a Florianópolis 30 dias de programação intensa e gratuita, com apresentações de teatro, dança, circo, intervenções urbanas, oficinas e arte. Confira a agenda completa e aproveite: www.sesc-sc.com.br/palcogiratorio

ACONTECENDO AGORA!

    :A LUVA E A PEDRA
Espetáculo em repertório desde 2013 Concepção: A Luva e a Pedra é um texto de Quiqué Fernadez, autor e ator Argentino radicado em Madrid. O grupo entrou em contato com o autor e com sua montagem do referido espetáculo em 2011, quando participou do Festival CASA, em Londres. O interesse do grupo sobre o texto surgiu principalmente por se tratar de um trabalho que exigia técnica e fisicamente o trabalho de ator. O diretor e ator da montagem do Teatro em Trâmite, André Francisco, procurava um texto vigoroso e ao mesmo tempo capaz de provocar um trabalho técnico detalhado de interpretação naturalista – proposta expressa na pesquisa que o grupo realizava em 2013. A Luva e a Pedra se distinguia porque propõe a interpretação pelo ator do monólogo de alguns personagens, proposta que diversificava o trabalho do ator em uso do corpo e da voz. Apesar de permitir o acesso às técnicas do teatro naturalista de Stanislávski, o texto provocava uma abertura do leq…