Pular para o conteúdo principal

“Quarto 101” discute vigilância e falta de liberdade


Inspirado em obra de Orwell, espetáculo é apresentado de 6 a 9 de janeiro em Florianópolis

De 6 a 9 de janeiro, será apresentado o espetáculo “Quarto 101 – Vazio da Memória” no Teatro da UBRO. O espetáculo, da Cia Teatro Vanguarda, é dirigido por João Rodrigo Mendes, graduado em Artes Cênicas pela Universidade Estadual de Santa Catarina – UDESC.
Livremente inspirado na obra “1984” do escritor George Orwell, “Quarto 101 – Vazio da Memória” conta a história de um homem com uma vida aparentemente insignificante, que recebe a tarefa de perpetuar a propaganda do governo através da falsificação de documentos públicos a fim de que este sempre esteja correto no que faz. O personagem fica cada vez mais desiludido com sua existência miserável e assim começa uma rebelião contra o sistema, se negando a exercer sua função.
Assim como no livro de Orwell, o espetáculo discute uma utopia às avessas, em que o indivíduo se encontra cada vez mais sufocado pelo sistema, anulado pela sua própria espécie, culminando em um beco sem saída para o espírito de liberdade. Neste contexto o governo tem total domínio da vida dos cidadãos que são constantemente vigiados, controlando assim, não só suas ações, mas também seus pensamentos. Aqueles que se rebelam ou questionam as ações do governo são retirados do convívio social e passam por um reformatório para posteriormente ser inseridos novamente à sociedade.
“Quarto 101 – Vazio da Memória” é resultado do projeto de pesquisa de João Rodrigo Mendes contemplado com o Prêmio Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura da Fundação Catarinense de Cultura em 2009.

João Rodrigo Mendes – ator, Formado em Artes Cênicas pela Universidade Estadual de Santa Catarina - UDESC, fundou o AnonimoAto Grupo Teatral de São José/SC em 2004. Participou do grupo de pesquisa de Milton Andrade na UDESC, trabalhou com Antônio Abujamra no Projeto “Geografia da Palavra” da FUNARTE/SP, e entre outros fez cursos de interpretação para cinema no Stúdio Fátima Toledo/SP.

O AnônimoAto Grupo Teatral da cidade de São José/SC foi fundado em 2004 pelos atores Aline Maya, Milena Moraes e João Rodrigo Mendes, todos formados em Artes Cênicas pela UDESC. Desde sua fundação o grupo trabalha em parceria com outros grupos da Grande Florianópolis. Espetáculos já montados: “Deus e suas Criaturas” – 2004, “Caio Transbordado” – 2006, “Como Crianças” – 2009, “Quarto 101 – Vazio da memória” – 2010.

Serviço:

O que: Espetáculo teatral “Quarto 101 – Vazio da Memória”

Quando: Dias 06, 07, 08 e 09 de janeiro – 20h30

Onde: Teatro da UBRO (Escadaria Pedro Soares, 15 – atrás Colégio Coração de Jesus) – Centro - Florianópolis, SC

Quanto: R$20 (inteira) e R$10 (meia) – Ingressos no local.

Contato: (48) 8432-8788

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FOTOMONTAGEM FLORIANÓPOLIS FRIA NO INVERNO...

FLORIANÓPOLIS TÁ FRIA...

Preciso me esquentar logo e como diz a Marilyn Monroe "Ter uma carreira é maravilhoso, mas ela não pode te aquecer numa noite fria." ... enfim ai que frio GOSTOSO.
SÓ QUE SOZINHO, AI AI...

ACONTECENDO AGORA!

    :A LUVA E A PEDRA
Espetáculo em repertório desde 2013 Concepção: A Luva e a Pedra é um texto de Quiqué Fernadez, autor e ator Argentino radicado em Madrid. O grupo entrou em contato com o autor e com sua montagem do referido espetáculo em 2011, quando participou do Festival CASA, em Londres. O interesse do grupo sobre o texto surgiu principalmente por se tratar de um trabalho que exigia técnica e fisicamente o trabalho de ator. O diretor e ator da montagem do Teatro em Trâmite, André Francisco, procurava um texto vigoroso e ao mesmo tempo capaz de provocar um trabalho técnico detalhado de interpretação naturalista – proposta expressa na pesquisa que o grupo realizava em 2013. A Luva e a Pedra se distinguia porque propõe a interpretação pelo ator do monólogo de alguns personagens, proposta que diversificava o trabalho do ator em uso do corpo e da voz. Apesar de permitir o acesso às técnicas do teatro naturalista de Stanislávski, o texto provocava uma abertura do leq…

FESTIVAL PALCO GIRATÓRIO.

O Festival Palco Giratório Sesc traz a Florianópolis 30 dias de programação intensa e gratuita, com apresentações de teatro, dança, circo, intervenções urbanas, oficinas e arte. Confira a agenda completa e aproveite: www.sesc-sc.com.br/palcogiratorio