Pular para o conteúdo principal

O FANTASMA DA ÓPERA em FLORIPA! .

DATAS:
23, 24 e 25/ Novembro/ 2012 - 21hs
Museu da Escola Catarinense
Rua Saldanha Marinho, 196 - Centro - Fpolis
LEVE APENAS 2KG DE ALIMENTO E ASSISTA A APRESENTAÇÃO.
...
FICHA TÉCNICA
Direção Musical e Regência: Prof. Alexandre Gonçalves
Direção Artística e Preparação Vocal: Profa. Alicia Cupani
Direção Cênica: Barbara Biscaro

Figurinos: Prof. Lucas da Rosa
Bolsistas da Moda (Programa Economia Criativa)
Talyta Duarte Bastos; Juliana Teixeira de Paiva; Fernanda Cereser
Jarbas Simão (colaborador externo)
Montagem de Luz: Ivo Godoy
Confecção da Máscara: Roberto Gorgati
Maquiagem: Elisângela Poletti
Orquestra (arregimentada)
Cantores (selecionados em audição, da Udesc e comunidade):
Cristine: Ana Luisa Remor, Grasieli Fachini, Marianne Nobre, Luisa Claire
Fantasma: Fernando Zimmermann, Guilherme May
Raoul: Luiz Eduardo Silva, Thompson Magalhães
Coro: Lorena Piacente, Idineide Viana Marina Schimidt, Anélita Danna, Raissa Rochadel, Emanuelle Gomes, Caio Andrezzo, Rafael Prim Meurer, Rodrigo Pivetta Werlang, Telemakos Gandash Endler
 
 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FOTOMONTAGEM FLORIANÓPOLIS FRIA NO INVERNO...

FLORIANÓPOLIS TÁ FRIA...

Preciso me esquentar logo e como diz a Marilyn Monroe "Ter uma carreira é maravilhoso, mas ela não pode te aquecer numa noite fria." ... enfim ai que frio GOSTOSO.
SÓ QUE SOZINHO, AI AI...

FESTIVAL PALCO GIRATÓRIO.

O Festival Palco Giratório Sesc traz a Florianópolis 30 dias de programação intensa e gratuita, com apresentações de teatro, dança, circo, intervenções urbanas, oficinas e arte. Confira a agenda completa e aproveite: www.sesc-sc.com.br/palcogiratorio

ACONTECENDO AGORA!

    :A LUVA E A PEDRA
Espetáculo em repertório desde 2013 Concepção: A Luva e a Pedra é um texto de Quiqué Fernadez, autor e ator Argentino radicado em Madrid. O grupo entrou em contato com o autor e com sua montagem do referido espetáculo em 2011, quando participou do Festival CASA, em Londres. O interesse do grupo sobre o texto surgiu principalmente por se tratar de um trabalho que exigia técnica e fisicamente o trabalho de ator. O diretor e ator da montagem do Teatro em Trâmite, André Francisco, procurava um texto vigoroso e ao mesmo tempo capaz de provocar um trabalho técnico detalhado de interpretação naturalista – proposta expressa na pesquisa que o grupo realizava em 2013. A Luva e a Pedra se distinguia porque propõe a interpretação pelo ator do monólogo de alguns personagens, proposta que diversificava o trabalho do ator em uso do corpo e da voz. Apesar de permitir o acesso às técnicas do teatro naturalista de Stanislávski, o texto provocava uma abertura do leq…