Pular para o conteúdo principal

PESCADORES ENTRE ASPAS,ACORDA ISTEPÓ A ILHA ANTIGA E MANÉ SUMIU...



BEM VINDO O PROGRESSO DIGA NÃO A FAVELIZAÇÃO EM FLORIANÓPOLIS - SANTA CATARINA-

A paisagem da nossa BELA ILHA contaminada por esses barracos medonhos de "pescadores", que segundo o Instituto Chico Mendes faz parte da RESERVA MARINHA DA COSTEIRA DO PIRAJUBAÉ ,que começa na cabeceira da ponte que liga a costeira ao bairro carianos nesta atual Avenida Diomício Freitas, os barracos estão situados na margem da foz do RIO TAVARES, essa mesma cabeceira e foz do rio está tomada por barracos de famílias que dão a desculpa da pesca do berbigão e de caranguejos. Essas famílias vem de todos os outros municípios do ESTADO atrás de emprego e oportunidades e também de outros estados, se firmaram ali e vão dar hoje despesas ao Governo na hora de remoção para a construção do novo acesso ao Aeroporto Hercílio Luz.É possível encontrar barracos do mesmo estilo na PONTA DO CORAL, NA CABECEIRA DA PONTE HERCÍLIO LUZ que é área patrimonial do Estado e foi tombado em seu entorno pelo IPHAN. O que eu não consigo entender é porque o progresso não consegue intervir na melhoria da cidade e porque está ainda protege barracos e mantém a favelização da mesma? Porque hotéis como o projetado na ponta do coral, e reformas emergenciais são tão mal vistas pelo povo como gasto de dinheiro público,mesmo quando o viés vem de empresas patrocinantes e privadas e que vão deixar áreas nunca doadas pelo estado ou governo inteiras para a comunidade embelezando e criando novas alternativas de emprego, renda, beleza, ponto turístico, e de lazer? Que mal há em somar forças entre Governo Público e empresas privadas quando o assunto é o bem do povo? Olhando a cidade para o futuro consigo entender a negação por reformular essas áreas muito "donos" e que se dizem eco chatos e que continuarão perturbando não querem o progresso são retrógrados e mamam desses espaços para fazer fervos, churrascos, e muitas vezes vira estacionamentos para a baixaria, putaria e sexo em caminhonetes e carros de luxo.Tem certeza que esses locaisnão são apenas simples barracos de canoa? Acho que eles escondem a vista, enfeiam a cidade e escondem algo de podre a mais... tá na hora de tirar essa vergonha daí, banheiros, caixas d'água, e luz de graça? Praticamente um "POMBAL" um conjunto habitacional da diversão no nome da pesca. ACORDA POVO ILHÉU!

RBC.'.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FOTOMONTAGEM FLORIANÓPOLIS FRIA NO INVERNO...

FLORIANÓPOLIS TÁ FRIA...

Preciso me esquentar logo e como diz a Marilyn Monroe "Ter uma carreira é maravilhoso, mas ela não pode te aquecer numa noite fria." ... enfim ai que frio GOSTOSO.
SÓ QUE SOZINHO, AI AI...

ACONTECENDO AGORA!

    :A LUVA E A PEDRA
Espetáculo em repertório desde 2013 Concepção: A Luva e a Pedra é um texto de Quiqué Fernadez, autor e ator Argentino radicado em Madrid. O grupo entrou em contato com o autor e com sua montagem do referido espetáculo em 2011, quando participou do Festival CASA, em Londres. O interesse do grupo sobre o texto surgiu principalmente por se tratar de um trabalho que exigia técnica e fisicamente o trabalho de ator. O diretor e ator da montagem do Teatro em Trâmite, André Francisco, procurava um texto vigoroso e ao mesmo tempo capaz de provocar um trabalho técnico detalhado de interpretação naturalista – proposta expressa na pesquisa que o grupo realizava em 2013. A Luva e a Pedra se distinguia porque propõe a interpretação pelo ator do monólogo de alguns personagens, proposta que diversificava o trabalho do ator em uso do corpo e da voz. Apesar de permitir o acesso às técnicas do teatro naturalista de Stanislávski, o texto provocava uma abertura do leq…

FESTIVAL PALCO GIRATÓRIO.

O Festival Palco Giratório Sesc traz a Florianópolis 30 dias de programação intensa e gratuita, com apresentações de teatro, dança, circo, intervenções urbanas, oficinas e arte. Confira a agenda completa e aproveite: www.sesc-sc.com.br/palcogiratorio